Lisbon Love

amores alfacinhas, styling em cápsulas regulares e prazeres caóticos de uma multi-tasker feliz

A Estrela do Marechal e o seu risotto

Fica numa das minhas zonas favoritas, na rua que vai para o Adamastor*. Sim, o Adamastor, esse espaço que me deixa sempre num impasse paradigmático: vai uma imperial e uma torrada por entre os rastas, litrosas e cães fofinhos ou um chá gelado de frutos vermelhos e um bagel de salmão no Noobai? Uma escolha nada linear. Vida difícil.

Mas este post não é sobre o Adamastor, é sobre “A Estrela do Marechal”. Tem umas portadas envidraçadas que deixam perceber um espaço estreito e claro, com um balcão comprido e uma intrigante imagem panorâmica ilustrando a Lisboa pré 1975, que se estende ao longo de todo o espaço.

Pier Maria Baldi  (1669) Imagem de facebook.com/EstreladoMarechal

É absolutamente despretensioso. Entrei sem reservas (morais e de mesa).  No menu, várias coisas boas despertam a atenção e a saliva: o ceviche de salmão, pimentos grelhados com queijo de cabra, tabbouleh, bruscheta de bacalhau ou polvo estufado com batata-doce. Para começar, escolhi os nachos com molho de iogurte. Comme il faut. Sem saber muito bem porquê, optei em seguida pelo risotto de cogumelos selvagens. Todos sabemos o quão enjoativo pode ser um risotto empapado que sabe a cogumelos de pacote. Não era o caso. A Estrela do Marechal produziu um risotto de sabor intenso mas simultaneamente leve e perfumado. Os restantes petiscos foram igualmente competentes e saborosos.

Nachos com molho de iogurte & Risotto de cogumelos selvagens @EstreladoMarechal

E o serviço? O serviço foi simpático, atento e despretensioso. Oh, the joy!

Este foi um jantar curto mas juro podia facilmente ter passado ali a noite toda, rodeada de bons sabores para degustar calmamente, dentro e fora de portas, de todo o bulício daquela rua que tanto gosto.

Resumindo: a minha relação com aquela zona complexificou-se, tenho agora mais um sítio bom por onde escolher – e não me refiro ao arrogante Pharmacia.

*Se não sabem o que é o Adamastor, temos que ter uma conversa séria, mas depois, porque agora podem ir direitinhos lá beber uma imperial e comer uma torrada.

3 comments on “A Estrela do Marechal e o seu risotto

  1. imagenssalteadas
    25 de Setembro de 2012

    Também as tuas reviews são despretesiosas, são uma lufada de ar fresco. Agora além do Noobai (que muitas coisas ainda tem para eu experimentar) há mais um spot na zona a descobrir!🙂
    Já agora, no La Parota (sim, voltámos ao Martim Moniz acidentalmente) deixa o ceviche de salmão (salmão, porque todos os outros peixes e cefalópodes são de conserva por motivos de segurança) e passa directamente à Causa Peruana. Todos na mesa tiveram inveja do meu lindo prato!

    • MissCalli
      25 de Setembro de 2012

      Ana, vou-te obedecer cegamente e irei de forma obstinada e sem desvios directa à causa peruana! Obrigada🙂

  2. Andreia Calisto
    26 de Setembro de 2012

    Este era-me completamente desconhecido! A visitar brevemente!!

Say your piece!

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Information

This entry was posted on 25 de Setembro de 2012 by in Foodie, Lisbon and tagged , , , , , , .

Navegação

%d bloggers like this: